30 avril 2019

FUNCHO (Foeniculum vulgare) - Alimento "antimelancholica"

  O FUNCHO é um dos alimentos que combatem a tristeza e a melancolia. Para saber mais sobre este alimento "antimelancholica",  clique AQUI.

30 avril 2019

ERVA-DOCE & FUNCHO (Foeniculum vulgare) - Alimentos "antimelancholica"

O Foeniculum vulgare (erva-doce e funcho) é um dos alimentos que combatem a tristeza e a melancolia. Para saber mais sobre este alimento "antimelancholica", clique Erva-Doce AQUI e Funcho AQUI. Veja também Tisana de Erva-Doce e Erva-Doce em pó.
13 avril 2019

MENSAGEM DO DIA 13 DE ABRIL: Erva-Doce

Santa Hildegarda de Bingen nos deixou um grande legado sobre a alimentação. Para saber mais sobre a ERVA-DOCE, clique AQUI.
Posté par viriditas à 06:26 - - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : , ,
14 octobre 2018

ERVA-DOCE, a erva preferida de Hildegarda (Foeniculum vulgare)

A erva-doce é uma erva ligeiramente doce e aromática e é muito comum na cozinha mediterrânea. Com uma cor verde pálida, junto com as hastes longas, folhas e sementes, ela tem sido utilizada para fins medicinais durante séculos. A adição de erva-doce nas suas refeições, não só melhora o sabor de seus alimentos, mas também dá para seu corpo um impulso de nutrição muito necessário.  --- A erva-doce / funcho tem diversas propriedades medicinais:  - aperiente (raiz); - aromático; - emenagoga; - estimulante; ... [Lire la suite]
12 décembre 2016

ERVA-DOCE em pó (Foeniculum vulgare)

Hildegarda de Bingen recomenda a erva-doce em todas as suas formas: como FUNCHO, em GRÃOS e mesmo em PÓ para usarmos sobre os alimentos que preparamos, tais como legumes, sopas e saladas ou ainda, em bolos ou receitas doces. Particularmente, aprecio a erva-doce em pó sobre os legumes, sopas e ás vezes, em saladas de frutas. Claro, não exagero na quantidade e por isso, o sabor levemente adocicado da erva-doce não entra em conflito com os demais sabores e aromas do alimento. Como nos aconselha Hildegarda... [Lire la suite]
11 décembre 2016

Tisana de ERVA-DOCE (Foeniculum vulgare)

Hildegarda de Bingen escreveu, em sua linguagem medieval, sobre a erva-doce: "Não importa como a erva-doce seja consumida, ela traz alegria, dá ao corpo uma boa irrigação sanguínea, dá um bom odor ao corpo e facilita a digestão... Aquele que come a planta ou os grãos da erva-doce em jejum (...) perde o mau-hálito."1 A erva-doce é um bom remédio para a digestão. Ela elimina as flatulências e combate o ácido gástrico assim como a acidez estomacal causada por uma má alimentação (erros alimentares) ou uma alimentação muito gordurosa. ... [Lire la suite]