12 décembre 2016

ERVA-DOCE em pó (Foeniculum vulgare)

Hildegarda de Bingen recomenda a erva-doce em todas as suas formas: como FUNCHO, em GRÃOS e mesmo em PÓ para usarmos sobre os alimentos que preparamos, tais como legumes, sopas e saladas ou ainda, em bolos ou receitas doces. Particularmente, aprecio a erva-doce em pó sobre os legumes, sopas e ás vezes, em saladas de frutas. Claro, não exagero na quantidade e por isso, o sabor levemente adocicado da erva-doce não entra em conflito com os demais sabores e aromas do alimento. Como nos aconselha Hildegarda... [Lire la suite]

11 décembre 2016

Tisana de ERVA-DOCE (Foeniculum vulgare)

Hildegarda de Bingen escreveu, em sua linguagem medieval, sobre a erva-doce: "Não importa como a erva-doce seja consumida, ela traz alegria, dá ao corpo uma boa irrigação sanguínea, dá um bom odor ao corpo e facilita a digestão... Aquele que come a planta ou os grãos da erva-doce em jejum (...) perde o mau-hálito."1 A erva-doce é um bom remédio para a digestão. Ela elimina as flatulências e combate o ácido gástrico assim como a acidez estomacal causada por uma má alimentação (erros alimentares) ou uma alimentação muito gordurosa. ... [Lire la suite]
17 septembre 2016

FUNCHO / ERVA-DOCE: o "remédio universal" de Hildegarda

Leia também tisana de erva-doce e erva-doce em pó Erva-Doce, a erva preferida de Hildegarda Fonte: STREHLOW Wighard, L'Art de guérir par l'Alimentation selon Hildegarde de Bingen, Ed. François-Xavier de Guibert, 2009