Enluminure de la Bible - Guiard des Moulins, Bible historiale, France, Paris, XVe siècle

Hoje é Pentecostes*. Vamos orar e louvar o Espírito Santo e pedir que suas dádidas e seus dons venham sobre nós e sobre nossas vidas. Hildegarda de Bingen nos deixou esta linda oração que é verdadeiramente um louvor ao Espírito Santo e sua Luz Viva.

"Chegando o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. Apareceu-lhes então uma espécie de línguas de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. Ficaram todos cheios do Espírito Santo e começaram a falar em línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem”. (Atos dos Apóstolos 2:1-4)

- Oração ao Espírito Santo -

Louvado seja, ó Espírito de fogo!

Tu que ages ao som dos tamborins e das cítaras.

O espírito dos homens queima de ti 

e as suas almas contém suas forças.

De lá, a vontade se eleva e dá à alma ao sabor

e ao desejo que é a tua lanterna.

A inteligência chama por ti com as pronúncias mais doces

e te constrói templos com a razão

que traz o suor de sangue e água

para as obras de ouro.

Contudo, aquilo que o fruto proibido trouxe

pela mais tenebrosa das mortes,

és tu que combaste com a espada

mesmo quando a nuvem negra encobre a vontade

e os desejos pelos quais a alma voa

e se contorce por todos os lados.

Mas o espírito é a ligação da vontade e do desejo.

Na verdade, quando o espírito se comporta dessa maneira

onde o que ele quer é ver o mal nos olhos e a cara da maldade,

muito mais rapidamente do que ele,

tu o destróis pelo fogo porque é essa a tua vontade.

Mas quando a razão diminui pelas obras do mal,

és tu que a doma e a quebra,

e quando tu a desejas, tu a trazes de volta

pela impregnação da experiência.

Quando o mal desembainha sua espada contra ti,

tu a quebras adentrando-a em teu próprio peito,

assim como tu fizeste com o primeiro anjo caído,

ao precipitar no Inferno a torre de seu orgulho.

E lá, tu ergueste uma outra torre

para os publicanos e pecadores

que te confessavam seus pecados, arrependidos de seus atos.

Desta forma, todas as criaturas

que vivem para ti, te louvam

afinal, tu és o balsámo mais precioso

para os membros quebrados e as feridas purulentas

e tu, tudo transforma em pedras preciosas.

Então, agora mesmo, condece-nos a graça

de nos reunir ao teu redor

e conduz-nos em direção aos caminhos justos.

Amém.

Hildegarda e o Espirito Santo, a Luz Viva

*Sobre PENTECOSTES: O termo “Pentecostes” se originou a partir do grego pentēkostḗ, que significa “quinquagésimo”, em referência aos 50 dias que se sucedem depois da Páscoa. Pentecostes é uma celebração religiosa cristã que comemora a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos de Jesus Cristo, cinquenta dias depois da Páscoa (Atos dos Apóstolos 2:1-4 - citado acima). Atualmente, o Pentecostes é comemorado principalmente pela igreja católica e ortodoxa, no entanto, ambas celebram em datas diferentes. Por norma, o Pentecostes é celebrado 50 dias depois do domingo de Páscoa, data instituída como a da ressurreição de Jesus Cristo. Para os cristãos, o Pentecostes é uma das datas mais importantes do Calendário Litúrgico, juntamente com a Páscoa e o Natal.

Imagem: Iluminura do século XV de Guiard des Moulins, Bíblia Histórica, França, Paris

Fonte : BINGEN Hildegarde de, LOUANGES Poésies complètes du latin et présentées par Laurence Moulinier-Brogi, Orphée la Différence, Paris, 2014

IMG_5125