IMG_1067A abadia Mons Sancti Disibodi ou em outras palavras, a Abadia de Disibodenberg é um mosteiro no confluente dos rios Nahe1 e Glan2  na Alemanha. Este mosteiro foi fundado no século VII por São Disibodo, que veio da Irlanda em busca de um retiro espiritual. 

Seu exemplo de vida e santidade chama a atenção de muitas pessoas da regiao (e mesmo além) e com o tempo, São Disibodo ganha muitos discípulos. Nesta abadia, São Disibodo aplica a regra de São Bento3 e desta forma que, séculos depois, Santa Hildegarda vel a tornar-se uma religiosa beneditina.

Santa Hildegarda foi uma grande devota de São Disibodo e chega mesmo a escrever a vida do santo: Vita S. Disibod, ou seja, A vida de São Disibodo. 

IMG_1073

Esta abadia foi o primeiro mosteiro em que Santa Hildegarda viveu e onde foi acolhida, ainda criança,  por Jutta para mais tarde,  como abadessa, vir à acolher sua querida Richardis.

A Abadia de Disibodenberg sofreu inúmeros ataques e destruições ao longo dos séculos.

Hoje, restam apenas as ruínas de um mosteiro que, outrora, foi um grande e rico centro espíritual.

Atualmente, algumas buscas arqueológicas ainda são feitas com o objetivo de levantar a história do local de maneira mais detalhada.

Suas ruínas ainda guardam a memória de grandes religiosas tais como Jutta de Spanheim, Hildegarda de Bingen e Richardis von Stade.

Apesar do tempo e da destruição, o local ainda guarda sua força espiritual e pode ser visitado.

Notas :

1. O rio Nahe é um rio alemão, cuja nascente localiza-se no nordeste do estado alemão de Sarre. No seu percurso até o rio Reno, ele passa pela Renânia-Palatinado;

IMG_1075

 2. O Glan é um rio de aproximadamente 68 km na Alemanha. Ele segue até o norte pela Renânia-Palatina até o rio Nahe, em Odernheim am Glan, próximo à Bad Sobernheim. Este rio também atravessa as cidades de Altenglan, Glan-Münchweiler, Lauterecken e Meisenheim;

3. A Regra de São Bento (em latim, Regula Benedicti ou RB), escrita por Bento de Núrsia no século VI, é um conjunto de preceitos destinados a regular a vivência de uma comunidade monástica cristã, regida por um abade. Escrita numa altura em que pululavam, por toda a Cristandade, inúmeras regras, começou a ter sucesso sobretudo a partir do século VIII, quando os Carolíngios ordenaram que fosse a única regra monástica autorizada nos seus territórios - e a partir daí, esse preceito estendeu-se ao resto da Europa, sobretudo com o advento da reforma gregoriana. Foi também adoptada, com igual sucesso, pelas comunidades regrantes femininas. Pode-se dizer que a regra tem sido um guia, ao longo da sua existência, para todas as comunidades cristãs da Cristandade Católica e, desde a Reforma Protestante, também aplicável às tradições Anglicana e Protestante. O espírito da Regra de São Bento resume-se em dois pontos: o lema da Ordem de São Bento (pax - «paz»), que nasceria séculos mais tarde, como resultado da agremiação de vários mosteiros que partilhavam a mesma regra; e ainda o tradicional ora et labora («reza e trabalha»), súmula da vida que cada monge deve levar.

- Ruínas de Disibodenberg -

ruinas de Disibodenberg10ruinas de Disibodenberg3ruinas de Disibodenberg4ruinas de Disibodenberg5ruinas de Disibodenberg6ruinas de Disibodenberg7ruinas de Disibodenberg8

VISITE DISIBODENBERG : 

Adresse : Disibodenberger Hof, 55571 Odernheim am Glan, Rhénanie-Palatinat, Allemagne / Numéro de téléphone : +49 (0) 6755 9699188

Fonte e Bibliografia:

- Textos do MUSEUM AM STROM de Bingen sobre a vida e obra de Hildegarda de Bingen (original em francês: Textes des tablettes de la nouvelle exposition permanente “Hildegarde de Bingen”);

- BREINDL Ellen, Hildegarde de Bingen: Une vie, une oeuvre, un art de guérir en âme et en corps, Editions Dangles, 2010.

Agradecimentos:

Muito obrigada à Sarita Testoni por sua gentileza e colaboração na elaboração deste texto.

IMG_7685