IMG_1053No ano 1100 após a encarnação de Nosso Senhor Jesus Cristo, a doutrina dos apóstolos e sua brilhante justiça trazida aos cristãos e aos religiosos começava a se enfraquecer e à ser colocada em dúvida. Foi nessa época que eu nasci e que meus pais me ofereceram (com certa tristeza) à Deus; no terceiro ano de minha tenra idade, eu vi uma grande luz que tocou toda a minha alma. Mas por causa de minha infância, eu nada pude dizer.1

Foi num período da história européia caracterizado por muita turbulência e diversos movimentos importantes que nasceu Hildegarda de Bingen, em 16 de setembro de 1098.  

Hildegarda vinha de uma família nobre: seu pai2 era provavelmente o senhor de Bermershein3 e de Niederhosenbach4 e essas origens aristocráticas exerceram uma certa influência sobre Hildegarda por toda a sua vida. Hildegarda tinha plena consciência de fazer parte de uma classe social favorecida e reconhecia o disparate das diferenças sociais de sua época.

IMG_1044

O país natal de Hildegarda situa-se entre os rios Reno5, Nahe6 e Hunsrück7, uma região de bela paisagem, com uma herança cultural romana marcante e sobretudo, com uma grande facilidade de acesso.

IMG_1048

Desde sua tenra infância, Hildegarda manifesta dons específicos: ela vê aparições que são invisíveis para as pessoas que estão ao seu redor. Contudo, ela se cala por ter medo de ser rejeitada.

Sempre doente, Hildegarda tinha uma saúde frágil e essa fragilidade física a acompanhará por toda a sua vida. Porém, sua saúde jamais foi desculpa para Hildegarda deixar de fazer seus afazeres e seguir a sua missão.

Hildegarda é prometida à uma vida consagrada à Deus muito jovem (como era usual na época).8 Ela entra para o mosteiro com a idade de 8 anos e recebe sua instrução religiosa de Jutta de Spanheim9, apenas um pouco mais velha do que ela. Infelizmente, não sabemos nada sobre Hildegarda durante os 6 anos que segue sua entrada ao mosteiro. Ignoramos se durante esse tempo as duas jovens viviam juntas ou se Hildegarda ficava perto de sua família.

IMG_1046

Com sua entrada ao mosteiro, uma grande relação carismática nasce entre Jutta e Hildegarda e essa amizade constituiu uma experiência marcante para a jovem noviça. Em 1112, Jutta se instala no mosteiro da nova abadia de Disibodenberg10 sendo seguida por Hildegarda.

🌱

Notas:

  1. Traduzido livremente do francês: En l'an 1100 après l'incarnation du Christ, la doctrine des Apôtres et l’éclatante justice que celle-ci avait apporté aux Chrétiens et aux religieux, commençait à se ramollir et à être mise en doute. C’est à cette époque que je naquis et que mes parents m’offrirent à Dieu, dans les gémissements, et, dans la troisième année de mon âge, j’ai vu une telle lumière que mon âme a été ébranlée, mais à cause de mon enfance je n’ai rien pu en dire.(Vita II, pg. 125);
  2. O pai de Hildegarda chamava-se Hildeberto e sua mãe Matilde; ambos provavelmente originários de Bermershein, no Condado de Spanheim, pertencem à nobreza local do Palatinado. Sabe-se que eram pais muito amorosos e embora fossem pessoas de fé, sofreram ao entregar a amada filha aos cuidados do mosteiro;
  3. Bermersheim é um pequeno município alemão situado na Renânia-Palatinado (Rhénanie-Palatinat) e no distrito de Alzey-Worms;
  4. Niederhosenbach é um município alemão situado na Renânia-Palatinado e no distrito de Birkenfeld;
  5. O Reno (em alemão: Rhein, em francês: Rhin) é um rio com 1 233 km de comprimento que atravessa a Europa de sul a norte, desaguando no mar do Norte no delta do Reno e Mosa. Seu nome é de origem celta e significa "fluir". Os romanos chamavam o rio de Rhenus. Desde essa época o Reno é um curso de água muito usado para o transporte e o comércio;
  6. O rio Nahe é um rio alemão, cuja nascente localiza-se no nordeste do estado alemão de Sarre. No seu percurso até o rio Reno, ele passa pela Renânia-Palatinado;
  7. O Hunsrück é uma região montanhosa da Renânia-Palatinado entre a Moselle et o Reno, na Alemanha;
  8. Na Alemanha, era comum na idade média que as famílias entregassem o 10º filho ou filha para a vida religiosa em um mosteiro, convento ou abadia.  Sendo Hildegarda a 10ª filha, ela foi entregue aos cuidados de um mosteiro e foi assim que ela iníciou sua vida religiosa. O fato de Hildegarda ter nascido em uma família nobre, permitiu-lhe oferecer dotes importantes ao entrar para o mosteiro. Além disso, ela também já deveria saber ler e escrever (mesmo que rudimentos), o que era um  privilégio para a época  - sobretudo – para as mulheres!
  9. Também pode ser escrito Sponheim. Para saber mais sobre Jutta de Spanheim, clique aqui:
  10. Para saber mais sobre Disibodenberg, clique AQUI.

Bibliografia:

- Textos do MUSEUM AM STROM de Bingen sobre a vida e obra de Hildegarda de Bingen (original em francês: Textes des tablettes de la nouvelle exposition permanente “Hildegarde de Bingen”);

- BREINDL Ellen, Hildegarde de Bingen: Une vie, une oeuvre, un art de guérir en âme et en corps, Editions Dangles, 2010

Agradecimentos:

Muito obrigada à Sarita Testoni por sua gentileza e colaboração na elaboração deste texto.

Veja AQUI a sequência deste texto.

IMG_7685